dezembro 2021 Turismo e transformação digital são destaques do 3º dia

Investimento no turismo como forma de alavancar a retomada do setor aeroportuário e atenção à transformação digital para mudar por completo as experiências de viagem. Os dois temas dominaram o terceiro dia da programação on-line do Airport National Meeting 2021, que incluiu painéis oferecidos pelo Estado de Alagoas, Serpro e Huawei.

Logo pela manhã, foi possível conferir atualizações sobre o andamento do projeto do Aeroporto Costa dos Corais, em Maragogi, Litoral Norte de Alagoas. Orçado em R$ 200 milhões, o terminal vem sendo estruturado com recursos próprios do estado e promete ser um importante instrumento de apoio ao turismo local, com previsão de início de operação em 2023. O estado de Alagoas espera fechar a concessão do terminal em leilão a ser realizado até maio de 2022.

No painel, do qual participaram o secretário de Estado de Fazenda de Alagoas George André Palermo Santoro; o gerente Comercial do Ritz Lagoa da Anta Hotel & Spa e do Ritz Suítes, Wagner Barros, e o superintendente da Área de Estruturação de Parcerias de Investimentos do BNDES, Cleverson Aroeira, além de detalhes da operação prevista para o aeroporto, foram destacados dados sobre o turismo no estado, considerando caminhos a serem explorados para a retomada econômica do setor aeroportuário, na fase pós-pandemia.

Na sequência da programação, os outros dois painéis focaram em tecnologia e transformação digital. No primeiro deles, oferecido pelo Serpro, foi feito um balanço do programa “Embarque Seguro”, que usa informações biométricas. O Brasil tem se destacado no uso deste tipo de tecnologia, conduzindo testes bem-sucedidos do uso da solução tecnológica, que elimina a utilização de documentos em papel, permitindo o embarque apenas com o recurso de reconhecimento facial. O país foi o primeiro do mundo a realizar um embarque, conectando dois aeroportos equipados com a biometria (Santos Dumont, no Rio, e Congonhas, em São Paulo).

A solução vem sendo regularmente testada, desde 2020, em pelo menos sete aeroportos brasileiros e mais de seis mil passageiros e 300 voos. Em outubro, foi encerrada uma primeira fase de avaliação, com resultados que indicaram comprovado ganho de tempo e ampliação da segurança, inclusive a sanitária, para passageiros. Daqui para frente, terá início uma etapa de calibragem do programa, com estudo de avanços, como a adoção do embarque biométrico para tripulações e equipes de aeroportos.

Estiveram presentes no painel do Serpro, o gerente do Departamento de Negócios – Soluções Digitais para Infraestrutura da empresa, Éverson Luis Campos dos Santos; o coordenador geral de Facilitação de Desempenho Operacional da SAC, Paulo Henrique Possas, e o diretor de Desenvolvimento de Novos Negócios da IDEMIA (América Latina), Rodrigo Costa. A mediação do debate foi feita pelo diretor Executivo da Aneaa, Douglas Almeida.

Para fechar o dia, a apresentação do diretor de Ecossitema e Marketing da Huawei, Tiago Rossi, manteve em evidência o tema do uso intensivo de tecnologia, abordando aspectos do desenvolvimento da Indústria 4.0 e das transformações geradas pelo uso do 5G.

O destaque foi para um balanço de como alguns segmentos, em todo o mundo, têm impulsionado o uso da nova tecnologia – o setor aeroportuário entre eles. A Huawei teve atuação significativa no fornecimento de soluções para o aeroporto de Daxing, em Pequim, na China, e viu de perto o quanto o 5G favoreceu a adoção de novos produtos e serviços, como os baseados em Inteligência Artificial, abrindo infinitas possibilidades para transformação da experiência do passageiro. Com sua operação no Brasil, a empresa quer ser a facilitadora de processos semelhantes por aqui.

Associados Dados do setor Contato

SHS Quadra 06, Complexo Brasil 21
Torre A, Sala 207 Asa Sul, Brasília
CEP: 70.316-102
Telefone: (61) 3039-9561

Sigam-nos!
© 2019 ANEAA - Todos os direitos reservados