outubro 2020 Saiba por que as aeronaves são seguras

O esforço para se construir um ambiente seguro para viajantes e trabalhadores do setor aéreo também acontece do lado das companhias aéreas. Reunidos recentemente, os presidentes das quatro principais linhas aéreas brasileiras – Azul, Gol, Latam e VoePass –, afirmam que já existem evidências para garantir que o avião é um dos locais mais seguros quando se fala em proteção contra a covid-19. E eles têm razão para isso. Afinal, as companhias aéreas de todo mundo já lidavam com a questão da biossegurança muito tempo antes da atual pandemia e há décadas adotam procedimentos de limpeza com alto padrão de segurança sanitária no intervalo entre voos.

A Boeing, por exemplo, como parte da sua Iniciativa Viagem com Segurança, acaba de patentear junto com a empresa americana Healthe a tecnologia de um bastão de luz ultravioleta (UV) destinado a higienizar em menos de 15 minutos áreas compactas, como a cabine de comando e o espaço dos passageiros de um avião. O bastão levou seis meses para ser projetado e, até o fim do ano, deverá estar disponível a todas as companhias aéreas.

Outra vantagem dos aviões é a própria forma como o ar circula dentro deles, que dificulta o deslocamento de partículas e contaminantes entre fileiras de passageiros, incluindo o coronavírus. O ar não se movimenta para a frente ou para trás na cabine, apenas de cima para baixo, onde ele é recolhido e renovado a cada três minutos, após ser filtrado por um sistema de filtros HEPA (usado em hospitais).

O uso de máscaras é outro ponto fundamental nessa equação. De acordo com um estudo publicado em setembro por professores da Escola de Saúde Pública TH Chan, de Harvard, nos Estados Unidos, o uso universal de máscaras em ambientes como o de aeronaves pode reduzir o risco de infecção por partículas respiratórias a menos de 1%. Segundo o relatório, “o uso de máscaras faciais é extremamente importante em todo o processo de viagem aérea, desde a entrada no aeroporto para embarque até a saída do aeroporto de destino”.

Combinados com a disponibilidade de álcool gel durante o voo, todos esses fatores são tão eficazes contra a propagação de doenças que a própria IATA, associação internacional que representa as empresas aéreas, afirma que não há qualquer evidência de que o distanciamento social a bordo seja necessário.

Para os aeroportos associados da ANEAA, o distanciamento social antes do voo, durante o procedimento nos aeroportos (ambientes muito maiores, com muito mais gente e que não podem ser isolados para a filtragem do ar), é importante para garantir o menor contato entre pessoas de diferentes voos e manter sua segurança, até o momento em que o passageiro se acomoda na aeronave, onde terá pouco ou nenhum contato com os demais passageiros em outros assentos.

De acordo com os presidentes das empresas brasileiras, a prova de que o compartimento de passageiros de um avião é seguro são os próprios tripulantes: “Temos milhares de funcionários e tripulantes que voam todos os dias e uma parcela ínfima deles pega covid-19. Temos muito menos casos dentro de nossas empresas do que a média da população”, diz John Rodgerson, presidente da Azul.

Outro fator fundamental é a própria consciência do passageiro que está até mudando alguns hábitos culturais, no Brasil e em todo o mundo, como a tradicional aglomeração nos corredores assim que o avião está perto da parada total. Atualmente, todos permanecem sentados para manter o distanciamento social.

Essa conscientização e a própria confiança do passageiro podem ser comprovadas na Pesquisa de Percepção da Segurança Sanitária no Setor Aéreo, concluída em agosto pelo Ministério da Infraestrutura (MInfra). De acordo com o estudo inédito, 53,1% dos entrevistados dizem que os protocolos sanitários utilizados em aeroportos e aeronaves para evitar contaminação são eficientes. Feita por telefone e e-mail com 1.042 pessoas, a pesquisa foi realizada para mensurar a confiança dos viajantes nas medidas adotadas pelo setor aéreo contra o novo coronavírus.

Associados Dados do setor Contato

SHS Quadra 06, Complexo Brasil 21
Torre A, Sala 207 Asa Sul, Brasília
CEP: 70.316-102
Telefone: (61) 3039-9561

Sigam-nos!
© 2019 ANEAA - Todos os direitos reservados