Notícias



Tom Jobim é o primeiro aeroporto certificado para receber super jatos no Brasil

A RIOgaleão acaba de obter a autorização para o pouso regular do Airbus A-380 e do Boeing 747-800, maiores aviões do mundo, no Aeroporto Internacional Tom Jobim. O aeródromo é o primeiro do país autorizado pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) a operar voos regulares com esses super jatos, também classificados como aeronaves de código F.

“Estamos muito orgulhosos de sermos o primeiro aeroporto do Brasil a receber essa certificação. A ANAC trabalhou de forma diligente para que viabilizássemos essa conquista, que demonstra o nosso compromisso em levar ao nosso passageiro conforto, comodidade e segurança. Estamos em entendimentos com as tradicionais companhias aéreas que demonstraram interesse em trazer voos regulares com os gigantes aviões para as terras cariocas”, revela Luiz Rocha, presidente da RIOgaleão.

Para comportar a chegada dessas aeronaves com segurança e em conformidade com regras internacionais, a RIOgaleão realizou uma série de melhorias, como o alargamento dos acostamentos das pistas de pouso e decolagem e de rolamento que serão utilizadas pelo A380, aumento da equipe de brigadistas em 30%, aperfeiçoamento do plano de emergência e a aquisição de uma nova frota de caminhões de combate a incêndio do modelo Panther 6X6, considerados os mais modernos do mundo. As intervenções permitiram a aprovação da ANAC, que elevou o nível de proteção contraincêndio existente no Tom Jobim para o índice 10, categoria mais alta no combate a incêndios. Essa era uma das exigências para comportar a chegada dos modelos, com segurança e em conformidade com regras internacionais.

Os equipamentos de combate a incêndio, frutos de um investimento de R$ 10 milhões pela concessionária, foram desenvolvidos para combater incêndios em aeródromos e são capazes de suportar operações em terrenos não pavimentados, além de contarem com câmera térmica e sensor de infravermelho, o que permite a visualização dos focos principais do incidente, mesmo em ambiente completamente tomado pela fumaça.

Com capacidade para até 845 passageiros, dependendo da configuração dos assentos, as aeronaves A-380 e o 747-800 são mais econômicas e podem oferecer experiências diferenciadas como bares, lojas e cabines de banho. Air France, Emirates e a Lufthansa são exemplos de empresas que operam os gigantes da Airbus e da Boeing.

 

Fonte: RIOgaleão
Foto: Airbus