Notícias



Secretaria de Aviação Civil divulga balanço da Operação Fim de Ano

Cerca de 20 milhões de passageiros passaram pelos principais aeroportos do País durante a operação fim de ano 2014/2015, realizada entre os dias 15 de dezembro e 10 de janeiro. Mesmo com o grande fluxo de passageiros e os impactos meteorológicos registrados no período, houve atraso em apenas 10,85% das 61.180 partidas programadas para o período, nos 15 maiores aeroportos do País, responsáveis por 95% da movimentação. Isso representa uma redução de 16% no número de atrasos em relação ao mesmo período de 2013/2014.

Os dias considerados de maior movimentação foram 19 de dezembro, com 2.451 partidas programadas, e 9 de janeiro, com 2.448 partidas programadas.

Para o ministro da Aviação, Eliseu Padilha, o resultado comprova a eficiência do planejamento da operação. “Tivemos aumento de demanda e impacto meteorológico e, mesmo assim, reduzimos os índices de atraso. Estamos no caminho certo. Essa operação vai deixar o seu legado, assim como a operação especial para a Copa do Mundo deixou”, avaliou Padilha.

Segundo o diretor de Gestão Aeroportuária da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Paulo Henrique Possas, também contribuíram para o resultado, a maturidade da operação, compromisso dos órgãos e empresas, a melhoria da infraestrutura disponível e a rápida reação aos problemas, mesmo com redes independentes. “Os aeroportos de Guarulhos e Salvador, por exemplo, não sofreram grande impacto, mesmo com o fechamento do aeroporto de Brasília, em um dia de dezembro”, afirmou.

DESEMPENHO DOS AEROPORTOS
O aeroporto com melhor avaliação pelo público foi o de Guararapes, em Recife (PE), que obteve nota 4,35 no Índice de Satisfação Geral do Passageiro (numa escala de 1 a 5). O destaque do aeroporto da capital pernambucana foi a inexistência de filas na aduana, além da espera de apenas três minutos na inspeção de segurança.

Já o item melhor avaliado no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP), foi o check-in no balão do embarque doméstico, com média de seis minutos. No Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek (Brasília-DF), por exemplo, o ponto destacado foi o check-in no balcão para voos internacionais, com nove minutos, em média, de atendimento. O aeroporto de Cuiabá teve o melhor resultado para a restituição de bagagem entre todos os aeroportos: 14 minutos.

 

Fonte: Secretaria de Aviação Civil
Foto: Jua Pita