Notícias



RIOgaleão Cargo investe R$ 20 milhões em melhorias no Terminal de Carga do Aeroporto Internacional Tom Jobim

O RIOgaleão investirá, até 2016, cerca de R$ 20 milhões em melhorias no Terminal de Carga do Aeroporto Internacional Tom Jobim. Serão feitas reformas nos terminais, novos galpões e escritórios, além de equipamentos e procedimentos para agilizar a liberação de cargas. Nos próximos 60 dias, será inaugurada uma nova câmara fria, triplicando a capacidade de armazenagem de cargas refrigeradas no Aeroporto Internacional Tom Jobim. O novo espaço possui 11 mil m3 com dois ambientes diferentes de temperatura e é a única no país com um transelevador automatizado, que propicia agilidade na operação. A nova câmara fria está sendo aguardada pelo mercado, em especial a indústria farmacêutica, que já demonstrou interesse em utilizar esse espaço.

“Vamos triplicar a capacidade para o setor farmacêutico, que é muito importante. Mesmo quando a economia não está performando muito bem, o segmento tem um crescimento estável. Acreditamos que o fluxo de cargas para o Rio de Janeiro crescerá bastante nos próximos anos, especialmente os setores de Óleo e Gás e os produtos farmacêuticos, além de termos no horizonte os Jogos Olímpicos e o desenvolvimento do pré-sal no Estado, que deve receber investimentos de R$ 180 bilhões em infraestrutura até 2016”, explica Patrick Fehring, diretor do RIOgaleão Cargo.

Além disso, toda a frota de empilhadeiras está sendo trocada, otimizando a operação de manuseio das cargas. A aquisição dos 41 novos equipamentos facilitará a logística das entregas, tanto no setor de importação quanto exportação, especialmente as cargas pesadas do setor de óleo e gás. Essas ações têm o objetivo de reduzir o tempo médio de liberação da carga e aumentar a competitividade, uma das prioridades da concessionária. Logo no início da nova administração, em agosto de 2014, a concessionária contratou a consultoria da Accenture para implantar toda a metodologia de procedimentos operacionais. Com esse trabalho, o tempo médio de liberação de cargas já foi reduzido em 20%. A expectativa da concessionária é melhorar ainda mais a produtividade, com investimentos em infraestrutura e realização de parcerias com as autoridades aeroportuárias.

Para concretização das ações, o RIOgaleão Cargo formou uma nova equipe de administração, com integrantes de vasta experiência no setor, que tem como gestor Patrick Fehring, executivo da área de aviação e vivência no campo comercial e operacional nos mercados da Europa, Ásia, África e América Latina. Entre os seus gerentes, Rodrigo Medeiros, que acumula 16 anos de experiência em administração aeroportuária, é responsável pela parte comercial e Gilberto Ribeiro, com 21 anos de atuação direta em processos ligados ao segmento de carga, é responsável pela área operacional. O RIOgaleão Cargo dispõe da maior pista do Brasil, com 9 posições dedicadas para cargueiros e funcionamento 24 horas. É também o único aeródromo do Brasil com hangar de manutenção pesada de aeronaves.

 

 

Fonte: RIOgaleão