Notícias



JK vai ganhar outlet, hospital, parque aquático e cinco hotéis

A partir de 2018, os aviões não serão as únicas estrelas do Aeroporto Internacional de Brasília. Com investimentos de R$ 3,5 bilhões, o local vai ganhar, segundo o consórcio Inframerica, um novo terminal, um shopping com 280 lojas, outlet, hospital, universidade, mais cinco hoteis, além de prédios de escritórios, parque aquático e quatro mil vagas de estacionamento. O novo plano imobiliário do JK foi anunciado na manhã da última sexta-feira (18/12). As obras têm previsão de começar no segundo semestre de 2016. Apesar do anúncio, a concessionária não tem ainda todas as licenças necessárias para tirar do papel o megaprojeto.

“Vamos antecipar as burocracias para encaminhar o mais rápido possível essas obras. Por se tratar de uma área da União, mas dentro de uma unidade da Federação, o processo precisa envolver todas as instâncias. Estamos encaminhando tudo como manda a lei”, garantiu o presidente da Inframerica, José Luiz Menghini. Segundo a assessoria da concessionária, a “licença ambiental já está quase em conclusão”.

Se depender do govenador Rodrigo Rollemberg (PSB), tudo vai correr de acordo como querem os empresários. “É mais que um investimento econômico para Brasília. É sobretudo um investimento no que entendemos ser uma das maiores vocações de Brasília: o turismo. Faremos o que for de nossa responsabilidade para agilizar esses investimentos”, afirmou o socialista, durante o anúncio.

O projeto
O Terminal JK será um dos empreendimentos. Com vocação comercial de 303 mil metros quadrados, comportará, conforme anuncia a concessionária, um shopping com 280 lojas, 30 opções de fast-food e oito restaurantes, além de um edifício garagem, dois hotéis, dois edifícios escritórios, cinema, academias e áreas destinadas a descanso.

Segundo terminal de passageiros do país, o aeroporto de Brasília vai ganhar, também segundo a Inframerica, o Sun Park City Center, centro de comércio, serviços e lazer. Serão 418 mil metros quadrados. O complexo contará com um parque aquático, aquário, kids place, cinema, área verde, lago, outlet, arena multiuso, centro de convenções, hospital e universidade.

De acordo com José Luiz Menghini, o sucesso do aeroporto brasiliense “é a prova de que o modelo de concessão pode ser exitoso”. O terminal do DF comporta 60 voos por hora e o trânsito de 21 milhões de passageiros por ano.

Esses novos projetos mostram que a concessionária aposta em Brasília. Estamos lançando a primeira cidade aeroportuária do país.”
José Luiz Menghini, presidente da Inframerica.

Escritórios
Já o Office Park será um complexo de prédios de escritórios com estacionamento privativo e rotativo, com 487 mil metros quadrados, construído no modelo Built to Suit, ou seja, sob medida para atender as empresas privadas ou governamentais. Segundo a Inframerica, os imóveis retornarão para a União ao final do contrato de concessão.

Para complementar os serviços de cargas, a Inframerica vai construir o Storage, um espaço de 85 mil metros quadrados destinado ao armazenamento de cargas.

As obras começarão no segundo semestre de 2016, com previsão de término em sete anos. Todo o projeto acrescentará mais de 1,3 milhão de metros quadrados de área construída aos 400 mil metros quadrados já existentes. A expectativa é que mais de 10 mil operários sejam empregados durante o período de construção e após a conclusão, deverão atrair mais de 13 mil novos empregos.

 

Fonte: Metrópoles
Foto: Andre Borges/Agência Brasília