Notícias



Começamos a ver os frutos dos investimentos na área aeroportuária, afirma Dilma

A presidenta Dilma Rousseff afirmou que a obra do Terminal de Passageiros 3 do Aeroporto de Guarulhos (SP), inaugurado nesta terça-feira (20), mostra que o investimento e o esforço feitos na área aeroportuária valeram a pena. Ela classificou o aeroporto paulista como o maior do Hemisfério Sul após entrega do novo TP3.

“Esse aeroporto, desde que foi inaugurado, se tornou o maior do Brasil e da América Latina e o maior do Hemisfério Sul. Tornou-se não só o local importante para os milhões que passaram a andar de avião, mas também para todos aqueles que nos visitam. Estamos perto da Copa do Mundo, e tenho certeza que ele será um grande cartão de visitas que o Brasil apresenta para nossos visitantes”, comentou.

Dilma destacou que as mudanças fazem parte de esforço para atender a transformação no setor, pois o número de passageiros que viaja de avião passou de 33 milhões no início da década para 111 milhões atualmente. Além do esforço da parceria entre a Infraero e o consórcio do aeroporto de Guarulhos, devido ao pouco tempo que a construção levou, ela também lembrou do legado que ficará para o Brasil após a Copa do Mundo.

“(…) essa estrutura está à altura da demanda que sobre ela pesa. Por isso, é importante que ele seja maior do que toda estrutura existente até então e é isso que nos dá a garantia, nos dá certeza e deixa claro que foi feito, vai ser usado na Copa. Mas foi feito e vai ser usado para o novo Brasil, novamente dimensionado nos próximos anos. Por isso tem de ser confortável, eficiente e seguro”, analisou.

Os investimentos em aeroportos mais próximos de cidades médias também foram frisados pela presidenta. Dilma falou do trabalho do governo para construir 270 aeroportos regionais para uma mudança na rede aeroportuária brasileira.

“Precisamos, junto com voos internacionais e voos nacionais, de voos inter-regionais. Por isso, o governo, além de fazer a concessão dos principais aeroportos à iniciativa privada, também tomou a providência de construir essa política de aeroportos regionais. Nós teremos hoje também uma política muito importante, a política de assegurar que o Brasil tenha, numa distância de até 100 km das cidades médias, um aeroporto. Esse é um desafio que nós, conjuntamente com a concessão desses cinco aeroportos, estamos enfrentando”, afirmou Dilma sobre os aeroportos de Guarulhos, Campinas (SP), Galeão (RJ), Confins (MG) e Brasília.

Fonte: Blog do Planalto
Foto: Elio Sales/SAC