Notícias



Brasília tem movimento recorde após jogo do Brasil

A saída dos torcedores que assistiram ao jogo entre Brasil e Camarões nesta segunda-feira (23) em Brasília causou movimento elevado no aeroporto da capital federal: cerca de 46 mil pessoas passaram pelo Juscelino Kubitschek. O movimento de aeronaves foi recorde para a Copa: 466 aviões no dia. Houve fila a partir das 20h para decolagem.

O pico de movimentação de aeronaves no dia ocorreu às 10h, quando 37 aviões passaram pelo aeroporto. Brasília só ficou abaixo de Guarulhos na hora do pico (44 aeronaves às 20h).

O alto fluxo de passageiros após o jogo elevou o índice de atrasos na capital federal: de 288 partidas previstas entre 12h de ontem e 12h de hoje, 21% tinham atrasos. Considera-se atraso o tempo adicional de chegada ou saída superior a meia hora.

O índice de atrasos nos aeroportos das cidades-sede da Copa não sofreu muito impacto, porém. O atraso medido nesta terça-feira (24) ao meio-dia foi de 7,2% dos voos previstos, com 4,8% de cancelamentos, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil. A cifra está dentro do padrão internacional, que considera satisfatórias médias de atraso de até 15%. Para comparação, em 2013 os países da União Europeia tiveram em média 8,4% de voos atrasados, segundo Eurocontrol.

A Anac autuou por descumprir regras de slot (autorização para pouso e decolagem) e por falta de assistência aos passageiros um Boeing-767 da empresa americana Dynamics Airlines. A aeronave fora contratada como charter para trazer torcedores de Gana ao Brasil. Ela foi obrigada a sair do país.

Fonte: Secretaria de Aviação Civil