Notícias



BH Airport reconhecido pela ACI World como o melhor da América Latina e Caribe

O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte foi considerado o melhor Aeroporto da América Latina e Caribe, na categoria entre 5 milhões e 15 milhões de passageiro por ano, e receberá o Prêmio Airport Service Quality (ASQ) 2018, concedido pelo Airports Council International (ACI) World. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (6/3) pela ACI World, organização representativa dos aeroportos em todo o mundo.

O ASQ é um programa criado em 2006 para avaliar a percepção e experiência de viagem dos passageiros, por meio de 37 indicadores de desempenho. Fazem parte do programa 75% dos 100 aeroportos mais movimentados do mundo. O programa envolve a aplicação de 640 mil questionários por ano, em 47 idiomas e 91 países. O prêmio ASQ reconhece os melhores resultados alcançados pelos aeroportos em todo o mundo.

No Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, 1.404 passageiros participaram da pesquisa durante todo o ano passado.

O ACI World está sediado no Canadá e foi criado para estimular a cooperação entre os membros e outros parceiros da aviação mundial, como a Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), a International Air Transport Association (IATA) e a Civil Air Navigation Services Organisation (CANSO).

“Este reconhecimento representa o compromisso de todos os colaboradores da BH Airport com a evolução da qualidade de prestação de serviços oferecidos pelo Aeroporto Internacional de Belo Horizonte. Proporcionar a melhor experiência de viagem aos passageiros e tornar o Aeroporto um instrumento estratégico para o desenvolvimento econômico do Estado de Minas Gerais é o nosso propósito”, afirma Marcos Brandão, diretor-presidente da BH Airport.

INDICADORES

A exemplo da Pesquisa de Satisfação do Passageiro realizada pelo Ministério da Infraestrutura, as notas da pesquisa da ACI World são atribuídas em uma escala de 0 a 5 e avaliam basicamente os mesmos indicadores de qualidade . Em 2018, a nota geral do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte atingiu 4,07.

Na categoria entre 5 milhões e 15 milhões de passageiros, o Prêmio ASQ de Melhor Aeroporto por região elegeu os aeroportos King Shaka (África do Sul) e Mohammed V International Airport (Marrocos), na África; Changchun Longjia, Hohhot Baita e Nanchang Changbei (China), Cochin (Índia) e Sepinggan (Indonésia), na Ásia; Alicante-Elche (Espanha), Bergen (Noruega), Bristol e Newcastle (Reino Unido), JSK Sochi (Rússia), Keflavik (Islândia), Malta (Malta) e Porto Francisco Sa Carneiro (Portugal), na Europa. Na América Latina e Caribe, além do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte foi escolhido o Aeroporto Internacional de Punta Cana (República Dominicana). No Oriente Médio, o Queen Alia (Jordânia) e na América do Norte, os aeroportos de Indianápolis, Jacksonville e San Antonio (Estados Unidos).

Entre os indicadores que registraram melhor desempenho no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte estão Limpeza do Terminal (nota de 4,42 em uma escala de 0 a 5), Ambiente do Aeroporto (4,37) e Paineis de Voos (4,22).

A cerimônia de entrega do Prêmio ASQ vai ocorrer durante a Conferência do ACI, que será realizada em Bali, Indonésia, em setembro deste ano.

RECONHECIMENTO NO BRASIL

O Prêmio ASQ de Melhor Aeroporto da América Latina e Caribe vem se somar ao Prêmio de Aeroporto que mais evoluiu na Qualidade de Prestação de Serviços na América Latina e Caribe, concedido pela ACI em 2017, além do reconhecimento pelos próprios passageiros brasileiros. De acordo com o resultado da Pesquisa de Satisfação divulgada pelo Ministério da Infraestrutura, no quarto trimestre de 2018 o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte manteve o 3º lugar entre os melhores aeroportos brasileiros, com nota 4,61 (em uma escala de 0 a 5). Em quatro anos, o Aeroporto subiu nove posições no ranking, passando da 12ª para a 3ª colocação.

Em janeiro deste ano, o Aeroporto foi classificado entre os mais pontuais do Brasil, de acordo com levantamento Punctuality League 2019 realizado pela OAG, empresa de inteligência especializada em análise do transporte aéreo mundial.

Fonte: Secretaria Nacional de Aviação Civil