Notícias



Airport Infra Expo debate gestão de aeroportos

O ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Eliseu Padilha, disse que a concessão dos aeroportos de Porto Alegre, Salvador e Florianópolis ocorrerá no início do primeiro semestre do ano que vem. Hoje, na abertura da Airport Infra Expo, Padilha informou a representantes do setor de aviação civil que a parceria do Estado com a iniciativa privada, do ponto de vista temporal, é “infinita”.

Padilha afirmou que a intensão do governo é licitar os três aeroportos juntos, mesmo considerando que a elaboração do edital referente ao Aeroporto Salgado Filho seja mais complexo do que os demais. “A ideia é licitar todos juntos, no primeiro semestre do ano que vem, porque lá [em Porto Alegre] teremos a construção de um aeroporto novo. Faremos a concessão do já existente [Salgado Filho] com a obrigação do concessionário construir um novo. Já fizemos sondagens no mercado com possíveis operadores”, ressaltou Padilha.

João Eduardo Tabalipa, Diretor Jurídico e de Política Regulatória da Associação Nacional das Empresas Administradoras de Aeroportos (ANEAA), representou a Associação na abertura do evento. O Diretor destacou os grandes benefícios que já podem ser notados pelos passageiros brasileiros nos aeroportos concedidos. “Foram investidos aproximadamente R$ 7 bilhões que se traduzem na beleza dos terminais e na qualidade de serviços ofertados aos usuários, pelos aeroportos que já terminaram sua fase inicial de investimentos (Brasília, Guarulhos, Viracopos e São Gonçalo do Amarantes)”, explicou Tabalipa. “Até meados de 2016 mais R$ 4 bilhões serão investidos nos aeroportos de Confins e Galeão para ampliar e melhorar a qualidade e eficiência desses aeroportos”, completou.

O Diretor afirmou que hoje existe uma nova fase de relação entre Estado e o Operador Aeroportuário. “Esta nova fase tem no amadurecimento regulatório o seu maior desafio, o Estado deve enxergar o Operador Aeroportuário como parceiro, os órgãos membros da CONAERO devem nos ajudar a quebrar paradigmas, entender que o hoje não é o ontem, que suas competências e atribuições dentro do sítio aeroportuário são parte de uma cadeia produtiva que precisa ser harmônica, que capacidade não é sinônimo de espaço e que hoje o usuário demanda por qualidade e eficiência de serviços”, disse Tabalipa.

De acordo com o Diretor, a ANEAA está empenhada em contribuir da melhor maneira possível para o aprimoramento do setor, de sua regulação técnica e do contrato de concessão. “Temos meios e capacidade para tanto, contudo precisamos que a ANAC nos veja como parceiros e precisamos de seu comprometimento e disponibilidade para ouvir o que temos a contribuir”, afirmou.

Para Tabalipa, hoje, a Secretaria de Aviação Civil deu um valoroso salto nas relações de planejamento ministerial para com os aeroportos concedidos. “Esperamos nos próximos anos que este avanço se estenda para todos os órgãos que trabalham em prol da infraestrutura aeroportuária a fim de termos aeroportos cada vez melhores e mais eficientes para os usuários do transporte aéreo”, concluiu.

A Airport Infra Expo – Gestão de Aeroportos acontece nesta terça (24) e quarta-feira (25), no Centro de Eventos Brasil 21, em Brasília. Cerca de 30 palestrantes ligados ao setor vão discutir e traçar planos para a gestão aeroportuária brasileira a curto, médio e longo prazo para os aeroportos regionais, essenciais, domésticos, de conexão e internacionais. A programação completa pode ser encontrada no site: www.airportinfraexpo.com.br

 

Foto: Elio Sales – SAC/PR